Matéria finita

242 entradas depois, esta é a última.
Desde Janeiro, quando encontrei a rede Interactic, comecei a sentir que este blogue perdeu razão de ser. Aqui, a ideia fundamental sempre foi a partilha de descobertas, a experimentação de novas soluções, o relato dos vislumbres de futuro. De vez em quando, opinião e até desabafos, mas sempre com a sensação de que estavam a mais. A rede Interactic cumpre na perfeição o que aqui procurei no início.

Tenho lido e ouvido muita coisa ridícula sobre a blogosfera. Palavras de quem ainda pensa com uma cabeça do século XX. Há uns meses, na SIC, vi um debate lamentável com quatro velhos a falar destas coisas como quem fala de algum "sistema editorial" e muito aflitos porque agora todos podem "publicar". Ainda pensei postar sobre o assunto e mostrar a irrelevância do que disseram. Mas não tive paciência. Tempus fugit.

Dentro em breve, será claro para todos que a Web em geral mais não é do que uma estupenda ferramenta de trabalho, de estudo e de partilha colectiva. Uma nova forma de sermos e estarmos com os outros.
Foi com muito entusiasmo que durante cerca de um ano e meio aqui fui postando regularmente. O facto de o fazer, "obrigou-me" a descobrir pessoas fantásticas. Inúmeros vídeos e textos e sons que me permitiram ter hoje um olhar mais positivo e optimista sobre o mundo, a ser melhor pessoa e melhor profissional (admitimos sempre que melhoramos e não o contrário, não é?...). A esses, que de uma ou de outra forma por aqui foram passando, mais próximos ou distantes, ainda vivos ou já mortos, estarei sempre grato.

Esta casa tornou-se grande e pouco acolhedora. Vou experimentar um kibbutz. Encontramo-nos lá!?

7 comentários:

Anibal disse...

"Visitante" diário do seu blog é com imensa pena que li o título "Matéria Finita". Para mim, aceder ao seu blog sempre foi um encontro com "coisas novas", intelectualmente estimulantes, um (notório) desejo de partilha. Lamento a sua decisão, se bem que a compreenda. Por mim, agradeço-lhe o quanto aprendi "através de si" e desejo-lhe imensas felicidades para si

António disse...

Obrigado, Aníbal. É sempre bom ouvir (ler...) palavras amáveis como as suas. E devolvo-lhe os desejos de felicidade, obviamente. Mas o melhor é "encontrarmo-nos" lá para os lados do Interactic. Já se inscreveu? Acredite que vale a pena.
Um abraço.

José Paulo Santos disse...

Amigo António, foi com imensa surpresa que me deparei com a o teu post "Matéria Finita". Por momentos assustaste-me! Detesto coisas que acabam...
O teu blogue é certamente uma referência na educação e estou certo que continuará a ser visitado.
O Ofício da Escrita (como dizia o meu amigo poeta Eugénio de Andrade) é algo penoso e que requer disciplina e que, tu, António, foste cumprindo com extrema regularidade, com sentido crítico, humorístico e inteligente. Aprendi também muito contigo, tal como referiu o Aníbal.

A tua presença, agora, na Comunidade INTERACTiC 2.0 é uma honra e uma satisfação para todos. Desejamos que continues a partilhar e a estimular as mentes dos nossos colegas, desafiando-os para novas abordagens na prática pedagógica com a integração das TiC.

Sejam todos bem-vindos ao kibbutz, neste grande deserto da informação...

António disse...

Palavras bondosas as tuas, caro José Paulo. Que humildemente agradeço.
A culpa do "fim da matéria" acaba por ser tua, bem vistas as coisas... Ninguém te mandou montar um Kibbutz tão interessante e acolhedor. Saibamos todos torná-lo atraente para muitos mais.
Afinal de contas, como já dizia o Lavoisier, nestas questões de matéria "nada se cria, nada se perde, tudo se transforma".
Abraço e obrigado pela atenção.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.